7 instrumentos que a sonda Rosetta vai enviar para estudar pela primeira vez um cometa

cometa rosetta (1)

Finalmente temos uma data: a Agência Espacial Europeia anunciou que sua sonda Rosetta vai liberar seu pousador-robótico Philae na superfície do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko no próximo dia 11 de novembro. Essa é a primeira oportunidade que teremos de analisar verdadeiramente um cometa. Por isso, as ferramentas e instrumentos que acompanharão Philae até a superfície do objeto espacial são cruciais. O Philae pesa apenas 100 quilos, de forma que todos os instrumentos que está levando são absolutamente essenciais, e foram reduzidos para ficarem o mais leve e pequenos possíveis. Confira sete deles:

Painéis fotovoltaicos

Philae é leve e não tem muita energia de bateria para funcionar. Então, leva com ele uma série de painéis fotovoltaicos, com 1,9 metros quadrados no total, para alimentar com energia todos os seus dias ouvindo e analisando o cometa.

Sensores

Como parte de um pacote que inclui sensores para medir coisas como permissividade, Philae também irá enviar ondas acústicas através do cometa usando um transmissor. Então, com receptores embutidos em suas “pernas”, ele vai medir essas ondas conforme elas passam através do cometa. Por fim, também vai gravar áudio dos “estalos” e “gemidos” da superfície do cometa.

Transmissor para enviar ondas de rádio através do núcleo do cometa

Como estamos interessados no que está dentro do cometa, o Philae vai usar um método simples para obter medidas básicas: ondas de rádio. Enquanto Rosetta orbita do lado oposto do pousador, vai emitir ondas de rádio que serão recebidas por Philae e retornarão à sonda. Essencialmente, eles vão fazer uma tomografia do interior do cometa enviando ondas através dele.

Um braço para enterrar sensores

Um braço mecânico vai “martelar” até trinta centímetros de profundidade na superfície do cometa, com um acelerômetro e um termômetro em sua ponta. A função é medir a composição térmica do cometa e ver o quão profundo o martelo pode perfurar antes de ser interrompido. Outros sensores vão medir a temperatura do cometa conforme ele chegar mais perto do sol.

Broca

Rosetta e Philae estão em uma missão para analisar a poeira e o gelo no cometa. Então, Philae usará uma broca para coletar e transportar amostras que serão estudadas por outros dispositivos da sonda. Como o pequeno pousador não tem muita energia para trabalhar, a broca consome apenas um centésimo da energia que uma broca média usa.

Câmeras

Um sistema chamado CIVA-P que pesa menos de 100 gramas vai fazer imagens coloridas e infravermelhas do local de pouso, enquanto outro sistema de imagem chamado Rolis vai filmar o processo de desembarque, além de fazer close-ups da superfície do cometa.

Espectrofotômetro para medir composição química

Este dispositivo pode medir a composição química das amostras do cometa, por exemplo, quanto hidrogênio ou hélio existe nele, expondo essas amostras à radiação.
Fonte: HypeScience.com
 [io9]

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton