Via Láctea colidiu com uma Galáxia dominada por Matéria Escura a menos de 1 Bilhão de anos atrás


De acordo com nova pesquisa liderada pelo Instituto de Tecnologia de Rochester (RIT), a colisão da galáxia anã Antlia 2, recentemente descoberta, com a Via Láctea, há centenas de milhões de anos, é responsável por ondulações no disco externo de gás da Via Láctea.
A Grande Nuvem de Magalhães, a Galáxia da Via Láctea e Antlia 2 (da esquerda para a direita). Crédito da imagem: V. Belokurov / Marcus e Gail Davies / Robert Gendler.

De acordo com uma nova pesquisa liderada pelo Rochester Institute of Technology, o RIT, a colisão de uma galáxia anã, recém-descoberta, a galáxia anã Antila 2, com a nossa galáxia, a Via Láctea, a centenas de milhões de anos atrás, é responsável por ondas no disco externo de gás da nossa galáxia.

Antila 2, foi descoberta em 2018, quando a missão Gaia fez a sua segunda liberação de dados.  A galáxia anã está localizada na constelação de Antila, a aproximadamente 130 mil anos-luz de distância da Terra.  Ela tem o tamanho aproximado da Grande Nuvem de Magalhães, e tem um terço do tamanho da Via Láctea.

A posição atual da Antila 2, se ajusta bem com a localização de uma galáxia anã dominada por matéria escura que os astrônomos tinham previstos em 2009 a partir de uma análise dinâmica.  Usando os dados da missão Gaia, eles calcularam sua trajetória passada e descobriram que a Antila 2 teria colidido com a Via Láctea e produzido grandes ondulações que nós observamos no gás localizado na parte externa do disco da Via Láctea.

“A descoberta poderia ajudar a desenvolver métodos para caçar por galáxias escuras e por fim, resolver o grande mistério sobre a matéria escura”, disse Sukanya Chakrabarti, astrônomo do RIT e principal autor do estudo.

“Nós não entendemos qual é a natureza da partícula da matéria escura, mas se você sabe o quanto de matéria escura tem, então o que é indeterminado é a variação da densidade com o raio.  Se Antila 2 é a galáxia anã, que previmos, você sabe qual a sua órbita. Você sabe que ela chegou perto do disco galáctico. Isso insere restrições não apenas na massa, mas também na densidade. Isso significa que você pode usar Antila 2 como um laboratório único para aprender sobre a natureza da matéria escura”.

O Dr. Chakrabarti e seus colegas também exploraram outras causas potenciais para as ondulações no disco externo da Via Láctea, mas logo eliminaram esses outros candidatos. Por exemplo, a galáxia anã Sagittarius não teria força gravitacional suficiente para isso e a Pequena e a Grande Nuvens de Magalhães estão muito distantes.

A evidência aponta para Antila 2 como sendo a causa mais provável.

“Liberações adicionais dos dados da missão Gaia poderão fornecer uma maior clareza sobre isso”, disse o Dr. Chakrabarti.  Nós já fizemos uma previsão do que esperar para o movimento das estrelas na galáxia anã Antila 2 em futuras liberações de dados pela missão Gaia”, disse o pesquisador. Se a previsão coincidir com os dados, eles estão no caminho certo.

O artigo descrevendo a descoberta será publicado no Astrophysical Journal Letters.

Fonte: Sci-news.com

Comentários

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Conheça as 10 estrelas mais próximas da Terra

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar