20 de agosto de 2010

Nascimento Frenético de Estrelas na Haro 11

A galáxia Haro 11 parece iluminar de forma suave nuvens de gás e poeira, porém esse lugar tranqüilo esconde a monumental taxa de formação de estrelas que ocorre nessa galáxia de explosão de estrela. Combinando dados do Telescópio Espacial Hubble e do Very Large Telescope do ESO, os astrônomos criaram uma nova imagem desta incrível, brilhante e distante galáxia.
Uma equipe de astrônomos da Universidade de Estocolmo, Suécia e do Observatório de Genebra na Suíça, identificaram 200 aglomerados separados formados por estrelas muito jovens e massivas. A maioria desses aglomerados tem menos de 10 milhões de anos de vida. Muitos desses aglomerados são tão brilhantes na luz infravermelha que os astrônomos suspeitam que as estrelas ainda estão emergindo de seus casulos nebulosos onde nasceram. As observações tem levado os astrônomos a concluir que a Haro 11 é provavelmente o resultado da fusão de uma galáxia rica em estrelas com uma jovem galáxia rica em gás. A Haro 11 produz estrelas num ritmo frenético convertendo aproximadamente 20 massas solares de gás em estrelas a cada ano.
As galáxias Haro, foram descobertas pela primeira vez pelo astrônomo Guillermo Haro em 1956, e são definidas por possuírem um intenso brilho na luz azul e violeta. Normalmente essa alta radiação de energia vem da presença de muitas estrelas recém nascidas ou de núcleo de galáxias ativos. A Haro 11 está localizada a aproximadamente 300 milhões de anos-luz de distância da Terra e é a segunda galáxia de explosão de estrelas mais próxima de nós.
Créditos:Ciência e Tecnologia/Blog

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos Mais Lidos