25 de novembro de 2010

Sonda da NASA Registra Avalanches de Rochas Que Ocorreram na Cratera Robinson na Lua

Encosta norte dentro da cratera Robinson. LROC NAC M114259768R, 0,52 m / pixel, a largura da imagem é 620 m, a luz do sol é do lado direito. direção da inclinação é de cima para baixo da imagem de Crédito: NASA / GSFC / Arizona State University
Uma cratera de impacto muda sua forma com tempo devido a vários processos de degradação, como escorregamentos de suas paredes, preenchimento com depósitos de ejeção de outros impactos e atividades vulcânicas. Avalanches de rochas como mostrada na figura também contribui para modificar a forma das crateras aos poucos.
Contexto mapa da cratera Robinson. centro da imagem é 314,0 ° E, 59,1 ° N. LROC WAC 100 m / mosaico monocromático px global sobreposta pela cor WAC DTM 500 m / px. A caixa azul corresponde à pegada da imagem de hoje NAC em destaque. Crédito: NASA / GSFC / Arizona State University
Múltiplas linhas formadas por frentes de fluxo nessa imagem evocam para a ocorrência de feições de fluxos líquidos Newtonianos, especialmente fluxos lamosos. Feições similares também tem sido encontradas em Marte e são interpretadas como representantes de fluxos lamosos recentes. A água não é estável na superfície da Lua, exceto talvez na forma de gelo e em crateras que estão permanentemente mergulhadas na sombra, então esses fluxos são secos por onde fluem na verdade rochas. Talvez, algumas dessas feições de fluxos em Marte que acredita-se sejam indicativos de fluxos lamosos, sejam na verdade, fluxos granulares secos.
Fonte: http://spacefellowship.com/news/art24034/rock-avalanche-in-robinson-crater.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos Mais Lidos