26 de junho de 2012

Surpresa: Manto de Marte contém tanta água quanto a Terra, afirma estudo .

Até agora, a Terra era o único planeta conhecido por possuir vastos reservatórios de água em seu interior. Mas uma nova pesquisa está afirmando que Marte tem tanto, ou até mais água entre as rochas abaixo da superfície. Os cientistas analisaram o teor de água de dois meteoritos originários do interior do planeta vermelho e consideraram a quantidade de água no manto do solo marciano. Os resultados superaram qualquer estimativa otimista. Os dados adicionam evidências sobre a possibilidade de Marte ter sustentado grande quantidade de vida no passado.

A pesquisa foi liderada pelo cientista Francis McCubbin da Universidade do Novo México. A análise foi realizada pelo Carnegie Institution, encabeçada por Erik Hauri e sua equipe. O trabalho foi publicado na revista Geology. Os cientistas analisaram o que são chamados de meteoritos de shergotite. Estes são bastante jovens e possuem origem na fusão parcial do manto marciano – a camada da crosta – e cristalizado sob a rasa superfície. Eles vieram para a Terra depois que foram expulsos de Marte há quase 2,5 milhões de anos. Investigando sua geoquímica, os pesquisadores afirmam que aprenderam muito sobre os processos geológicos que o planeta passou.  “Analisamos dois meteoritos que tiveram histórias de processamento muito diferentes”, explica o Hauri. “Um tinha sido submetido a consideráveis misturas com vários elementos e outro não”, em declaração ao portal DailyMail.

Os resultados da pesquisa sugerem que a água foi incorporada durante a formação de Marte e que o planeta era capaz de armazenar água em seu interior durante sua diferenciação. Com base no conteúdo mineral, os pesquisadores estimam que exista de 70 a 300 partes por milhão, abreviado por ppm, no solo marciano. Só para comparar, a Terra possui de 50 a 300 ppm de água em minerais. A descoberta só foi possível graças a novas técnicas que determinam esses valores quantificando a água com tecnologia de espectrometria de massa de íons secundários. A pesquisa também sugere que os vulcões podem ter sido o principal veículo na obtenção de água na superfície do planeta. McCubbin concluiu: “Não só este estudo explica como Marte obteve sua água, mas prevê mecanismos de armazenamento de hidrogênio em todos os planetas rochosos desde o momento de sua formação”.
Fonte: jornalciencia.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos Mais Lidos