As Imagens do Telescópio Wise

Uma pequena coleção de fotos tiradas pelo Wide-field Ifrared Survey Explorer, ou WISE da NASA

Galáxia do Redemoinho, ou Messier 51 (M51)
Conhecida pelos astrônomos como M51, essa bela galáxia espiral é de grande projeto o que significa que ela tem os braços espirais bem definidos. Acredita-se que a sua companheira menor, a galáxia anã chamada de NGC 5195 é que ajudou a definir e a formar os braços espirais da M51, graças à “dança” gravitacional entre elas. A M51, é também conhecida como Galáxia de Lord Ross, já que foi esse o astrônomo a estudar a sua estrutura espiral pela primeira vez nos anos de 1840. Ela está localizada a 25 milhões de anos-luz de distância na direção da constelação de Canes Venatici e possui aproximadamente 81000 anos-luz de comprimento.

Nebulosa da Lagoa
Nebulosa da Lagoa, Messier 8 ou M8, vista pelo WISE em infravermelho, no centro da imagem, rodeada de estrelas. É composta por nuvens nuvens de gás e poeira onde se formam novas estrelas. Está situada no centro da Via Láctea, na constelação de Sagitário. As cores utilizadas representam determinados comprimentos de onda da radiação infravermelha. Azul e azul-esverdeado (ciano) representam estrelas quentes no interior da Via Láctea. Verde á radiação emitida pelo gás quente da nebulosa. O vermelho representa o maior comprimento de onda, radiação emitida pela poeira fria no interior da nebulosa. NASA/JPL-Caltech/UCLA

  NGC 1398
Essa espiral barrada possui um denso anel interno que circunda um centro brilhante. O anel é na verdade dois braços espirais que estão muito próximos um do outro. Em contraste com o seu centro bem definido ela tem braços despedaçados ou flocosos. Ela está inclinada aproximadamente 43 graus e tem um diâmetro de 135000 anos-luz. A NGC 1398 está localizada a aproximadamente 65 milhões de ano-luz de distância da Terra na direção da constelação de Formax e faz parte do Aglomerado de Galáxias de Formax.

Nebulosa Rosetta
O telescópio Wide-field Infrared Explorer (WISE) mostra aqui a nebulosa Rosette, localizada dentro da constelação de Unicórnio. A nebulosa em forma de flor, também conhecida como NGC 2237, é uma grande nuvem formadora de estrelas localizada na Via Láctea, a 4500 anos-luz da Terra.

Galáxia Escondida, ou IC 342
Algumas vezes chamada de galáxia Escondida, essa bela galáxia espiral fica encoberta além da nossa galáxia, a Via Láctea. Astrônomos amadores e profissionais passam por dificuldades tentando ver a galáxia através do brilho da banda de estrelas, da poeira e do gás da Via Láctea. A visão infravermelha do WISE atravessa todos esses problemas oferecendo uma imagem nítida da galáxia. O núcleo é muito brilhante na luz infravermelha, devido a explosão de novas estrelas em formação. A Galáxia Escondida está localizada a 10 milhões de anos luz de distância da Terra na direção da constelação de Camelopardalis, e tem 62000 anos-luz de diâmetro. As cores usadas em todas as imagens representam comprimentos de onda específicos da luz infravermelha. Azul e ciano representam a luz com 3.4 e 4.6 mícron, luz essa principalmente emitida pelas estrelas. Verde e vermelho representam comprimentos de onda de 12 e 22 mícron, luz essa principalmente emitida pela poeira quente.

Explosão
A IC 443 é uma supernova que ocorreu entre 5mil e 10 mil anos atrás. A explosão que anuncia a morte de uma estrela libera ondas de impacto que viajam a 100 km por segundo.

Galáxia de Barnard ou IC 4895
A galáxia de Barnard é conhecida como uma galáxia anã devido ao seu pequeno tamanho, ela só tem um por cento da massa da Via Láctea. A forma irregular da galáxia é dominada por uma barra central de estrelas, que em aparência lembra a galáxia satélite da Via Láctea, a Grande Nuvem de Magalhães. E é por esse motivo que essa galáxia recebe a classificação de Tipo Magalhães. As proeminentes bolhas amarelas vistas contra o fundo estelar azul são locais onde está ocorrendo formação recente de estrelas. A galáxia de Barnard está localizada a 1.6 milhões de anos-luz da Terra na direção da constelação de Sagittarius e tem aproximadamente 7000 anos-luz de comprimento.

Tronba de Elefante
A nuvem formadora de estrelas, repleta de gás e poeira, é formalmente conhecida como Sh2-284 – mas seu apelido é Tromba de Elefante. A 7 mil anos-luz da Terra, ela aparece em infravermelho na foto tirada pelo Wise.

Galáxia de Bode, ou Messier 81 (M81)
A M81 é outra galáxia espiral de grande projeto, com pronunciados braços espirais ao redor de seu núcleo. O WISE conseguiu destacar áreas onde o gás e a poeira têm sido prensados nos braços levando a formação de novas estrelas. Essa compressão tem sido realçada pela interação da galáxia com a sua parceira, a Messier 82 (não mostrada aqui). Essa galáxia está explodindo com novas estrelas e por isso é conhecida como galáxia de explosão de estrelas. A M81 está a 12 milhões de anos-luz de distância da Terra na direção da constelação da Ursa Major e tem 94000 anos-luz de comprimento.

Nebulosa da Chama
Localizada na constelação de Orion. A imagem mostra uma vasta nuvem de gás e poeira onde novas estrelas estão nascendo. A nebulosa é iluminada por uma estrela com 20 vezes a massa do Sol.
Fonte: Nasa

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton