Aglomerado globular NGC 6752

Crédito de imagem e direitos autorais: Damian Peach

A aproximadamente 13000 anos-luz de distância da Terra na direção da constelação do céu do sul de Pavo, o aglomerado estelar globular NGC 6752 flutua pelo halo da nossa galáxia, a Via Láctea. Com mais de 10 bilhões de anos de vida, o NGC 6752 segue depois do Omega Centauri e do 47 Tucanae como sendo o terceiro aglomerado globular mais brilhante no céu da Terra. Ele abriga centenas de milhares de estrelas numa esfera de aproximadamente 100 anos-luz de diâmetro. Explorações telescópicas do NGC 6752 têm encontrado que uma impressionante fração das estrelas perto do núcleo do aglomerado, são na verdade sistemas múltiplos de estrelas. Essas explorações também têm revelado a presença das chamadas estrelas perdidas, estrelas que parecem ser muito jovens e massivas para existirem em aglomerados onde espera-se que as estrelas sejam no mínimo duas vezes mais velhas que o Sol. Acredita-se que as Blue Stragglers, ou BSS, como são chamadas essas estrelas, sejam formadas pela fusão de estrelas e colisões que ocorrem no denso ambiente do núcleo do aglomerado. Essa imagem composta nítida também destaca as antigas estrelas gigantes vermelhas do aglomerado em tonalidades amareladas.
Fonte: http://apod.nasa.gov/apod/ap130705.html 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton