12 de setembro de 2011

Os Detritos Remanescentes da Supernova 1987A Começam a Brilhar

Créditos da Imagem: NASA, ESA, and P. Challis (Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics)
Usando o Telescópio Espacial Hubble, os astrônomos estão testemunhando a transição sem precedentes de uma supernova para a remanescente de uma supernova, onde a luz de uma estrela que explodiu em uma galáxia vizinha à nossa, a Grande Nuvem de Magalhães, alcançou a Terra em Fevereiro de 1987. Denominada de Supernova 1987A, ela foi a explosão de supernova mais perto da Terra testemunhada em quase 400 anos. A proximidade da supernova com a Terra, permite aos astrônomos estudarem em detalhe seu desenvolvimento. Agora, os detritos da supernova, que estavam apagados por anos, estão brilhando. Isso significa que uma fonte de energia diferente começou a iluminar os detritos. Os detritos da SN 1987A estão começando a se chocar com o anel ao redor, criando uma poderosa onda de choque que gera raios-X e que foram observados pelo Observatório de Raios-X Chandra, da NASA. Esses raios-X estão iluminando os detritos da supernova e a onda de choque está aquecendo fazendo com que eles brilhem na luz visível. Desde o seu lançamento em 1990, o Telescópio Espacial Hubble tem fornecido registros contínuos das mudanças ocorridas com a SN 1987A.
Fonte: http://www.nasa.gov

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos Mais Lidos