No braço espiral da nossa Via Láctea conhecido como Perseus estrelas supermassivas se desenvolvem

Evolução de estrelas massivas revelam os estágios da vida estrelar em Perseus
No braço espiral da nossa Via Láctea conhecido como Perseus, no lado oposto do centro da galáxia, encontra-se a nebulosa SH 2-235. Como visto na luz visível, SH 2-235 parece ser uma pequena nuvem de poeira de cor âmbar que se estende por cerca de um décimo do tamanho da lua cheia.
ASTROFÍSICOS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Johannes Kepler

Isaac Newton