17 de maio de 2011

Imagem mostra as sombras do polo sul lunar

Para conseguir obter o mapa de iluminação multi-temporal acima, a câmera grande-angular na sonda Lunar Reconnaissance Orbiter 1700 coletou imagens durante um período de seis dias lunares (seis meses terrestres), abrangendo uma área centrada no polo sul da lua. Convertidas para valores binários (pixel sombreado definido como 0, os pixel iluminado definido como 1), as imagens foram empilhados para produzir um mapa que representa a porcentagem de tempo em que cada ponto da superfície deste parte da lua é iluminada pelo sol. Permanentemente na sombra, o solo da cratera Shackleton, de 19 quilômetros de diâmetro, é visto perto do centro do mapa. Uma vez que o eixo de rotação da Lua é quase perpendicular ao plano da eclíptica, o solo das crateras perto dos polo sul e norte lunares pode permanecer numa sombra permanente, enquanto o topo de montanhas recebe luz do sol quase contínua. O interior das crateras sombreadas poderia oferecer reservatórios de água, gelo e as regiões iluminadas pelo sol no topo das montanhas seriam locais ideais para matrizes de energia solar.
Fonte: http://hypescience.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos Mais Lidos