17 de junho de 2011

NGC 6210: O Mundo Fantasmagórico de Uma Estrela Moribunda

A nebulosa planetária incrivelmente bela, NGC 6210, é uma complexa nuvem de gás produzida nos estágios finais de vida de uma estrela um pouco mais massiva que o Sol. Essa nebulosa localiza-se a 6500 anos-luz de distância da Terra na Constelação de Hércules. Nessa imagem, da NGC 6210, pode-se ver as múltiplas conchas de gás ejetadas pela estrela que está morrendo, e que são sobrepostas umas em relação às outras em diferentes orientações, dando à nebulosa essa forma estranha. Essa imagem extraordinária mostra a região interna da nebulosa planetária com um nível de detalhe nunca antes visto, onde a estrela central é circundada por uma fina bolha azulada que possui uma delicada estrutura de filamentos, sobreposta sobre um complexo de gás avermelhado e assimétrico onde buracos, filamentos e pilares são claramente visíveis. A vida de uma estrela termina quando todo o seu combustível necessário para o seu motor termonuclear funcionar acaba. A vida estimada para uma estrela como o Sol é de 10 bilhões de anos. Quando a estrela está prestes a morrer ela se torna instável e ejeta suas camadas externas, formando assim uma nebulosa planetária e deixando para trás uma pequena, porém muito quente parte remanescente, uma estrela anã branca.
Fonte: Ciência e Tecnologia - http://www.cienctec.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos Mais Lidos