17 de novembro de 2011

Os Aglomerados das Plêiades e das Hyades

Créditos e Direitos Autorais: Rogelio Bernal Andreo
A cena cósmica reproduzida acima se estica por quase 20 graus através da gentil constelação do Leão. A cena acima começa nas Plêiades e termina nas Hyades, dois dos mais bem conhecidos aglomerados estelares que podem ser vistos nos céus do planeta da Terra. À esquerda está o amável aglomerado estelar das Plêiades que se localiza a aproximadamente 400 anos-luz de distância da Terra. Na sua visão mais familiar, esse aglomerado brilha através de nuvens empoeiradas que espalham a luz azul das estrelas. À direita, a forma em V das Hyades mostra que esse aglomerado é mais espalhado se comparado com a forma compacta das Plêiades, além de se localizar muito mais perto, a apenas 150 anos-luz de distância da Terra. O aglomerado das Hyades parece estar ancorado pela brilhante estrela gigante vermelha Aldebaran que aparece no céu com seu brilho característico amarelado. Mas a estrela Aldebaran localiza-se a somente 65 anos-luz de distância da Terra, mas por uma coincidência a estrela parece estar alinhada com as Hyades. Nuvens de poeira apagadas são encontradas perto da borda da chamada Nuvem Molecular de Touro e também são evidentes nesse mosaico construído a partir de 12 imagens. O vasto campo de visão acima também inclui a jovem estrela T Tauri e a nebulosa variável de Hind localizada a aproximadamente 4 graus à esquerda de Aldebaran no céu. A imagem abaixo é também uma paisagem celeste bem vasta e mostra de forma anotada as principais características dessa interessante região do céu.
Fonte: http://apod.nasa.gov/apod/ap111117.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos Mais Lidos