Cratera Gelada e Massiva em Marte Encara Orbitador do Planeta Vermelho

A cratera, um resquício de um antigo impacto de asteroide, está situada na Utopia Planitia de Marte. Esta região é a maior bacia de impacto conhecida no sistema solar, com um diâmetro de cerca de 3.300 quilômetros, aproximadamente o dobro do tamanho do Deserto do Saara de norte a sul.

De uma perspectiva aérea, a imagem mostra uma paisagem rochosa e desolada com uma cratera profunda e massiva ocupando quase metade do lado direito da imagem. Uma cratera menor é visível à esquerda. Esta visão panorâmica destaca a região Utopia Planitia de Marte, apresentando uma colossal cratera de impacto conforme vista pelo ExoMars TGO. (Crédito da imagem: ESA/TGO/CaSSIS)

Segundo uma declaração da Agência Espacial Europeia (ESA), as características relacionadas ao gelo na superfície e abaixo dela fornecem insights sobre a história aquosa de Marte. Este resquício de um antigo impacto é apenas uma das muitas cicatrizes que os asteroides infligiram ao Planeta Vermelho”, declararam os oficiais da ESA. “Água, vulcões e impactos de asteroides moldaram a superfície marciana no passado antigo. Atualmente, Marte é um deserto frio e seco.”

A imagem recente foi capturada pelo instrumento CaSSIS (Colour and Stereo Surface Imaging System) do ExoMars a uma distância de apenas 400 km acima da cratera, que quase preenche todo o campo de visão da câmera. A ESA divulgou uma nova imagem panorâmica centrada na cratera em 15 de maio.

Esta visão panorâmica da região Utopia Planitia de Marte, capturada pelo ExoMars TGO, apresenta uma enorme cratera de impacto. (Crédito da imagem: ESA/TGO/CaSSIS)

A região Utopia Planitia é conhecida por suas características geladas, incluindo geada na superfície durante o inverno marciano. A cratera, com aproximadamente 8 km de diâmetro, mostra sinais de ejeção indicando a presença de gelo de água quando o asteroide atingiu a área no passado distante. O imenso calor do impacto teria derretido o gelo, criando uma mistura de água líquida e poeira que foi expelida para cima.

A vista aérea mostra uma paisagem rochosa e desolada com uma cratera profunda e massiva ocupando quase metade da imagem à direita, juntamente com uma cratera menor à esquerda.

“A aparência suave da cratera está alinhada com outras características regionais indicativas de uma história de gelo de água”, mencionaram os oficiais da ESA. “Uma inspeção mais detalhada da cratera revela listras em suas paredes, evidências de deslizamentos de terra e ondulações moldadas pelo vento.”

Fonte: hypescience.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aurora Georgia

Eclipse em Sete

Aurora Dome Sky

Escuro e majestoso

Cometa, Planeta, Lua

Nebulosa The Crew 8

Astrônomos identificam possíveis civilizações alienígenas em estrelas

O Enxame 37

Lágrimas no céu

Desvendamento galáctico