Um peixe Koi

Esta Fotografia mostra a colorida nebulosa Gum 3 observada pelo VLT Survey Telescope ( VST ), instalado no Observatório do Paranal do ESO, no deserto chileno do Atacama. Os espectadores atentos podem descobrir que parte do Gum 3 se assemelha a um peixe Koi nesta imagem VST. Equipado com o instrumento OmegaCAM , uma enorme câmera de 268 megapixels, o telescópio foi projetado para examinar grandes áreas do céu meridional na luz visível e capturar imagens impressionantes como esta. 

Gum 3 é uma nuvem interestelar de gás e poeira localizada a cerca de 3.600 anos-luz de distância, entre as constelações de Monoceros e Cão Maior. Seu nome é uma homenagem a Colin Stanley Gum, um astrônomo australiano que catalogou 84 nebulosas no céu meridional.

Quando a intensa radiação ultravioleta das estrelas jovens próximas atinge os átomos de hidrogénio na nuvem, estas emitem luz visível em cores muito específicas, que vemos como tons de vermelho e rosa na imagem. Ao mesmo tempo, pequenas partículas de poeira dentro da nuvem refletem a luz das estrelas , especialmente as cores azuis, semelhantes ao que faz o céu parecer azul aqui na Terra. Este jogo de cores torna nebulosas como esta espetaculares de se olhar.

Esta imagem mostra não apenas a cor, mas também a falta dela. Olhe atentamente para a área logo à direita da parte mais brilhante da nuvem – à direita do “peixe Koi-smic” rosa. Alguma coisa parece estranha para você? Não é que existam realmente menos estrelas nesta área escura; em vez disso, há um grande aglomerado de poeira que bloqueia parte da luz visível, escondendo as estrelas do VST e de nós.

ESO


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mu Cephei

Eta Carinae

Astrônomos encontram planetas ‘inclinados’ mesmo em sistemas solares primitivos

Isolamento galáctico

Fobos sobre Marte

Nebulosa Crew-7

Júpiter ao luar

Agitando o cosmos

A Lagoa Profunda

Ganimedes de Juno